Uma pesquisa recém-publicada pelo periódico The British Journal of Sports Medicine aponta que aparelhos que permitem que uma pessoa pedale em sua mesa de trabalho podem ser uma saída viável para reduzir o sedentarismo de quem trabalha sentado por períodos prolongados.

A pesquisa envolveu 18 profissionais com uma média de idade de 40 anos e que trabalhavam sentados por pelo menos 75% do tempo. Os voluntários foram monitorizados quanto à velocidade em que pedalavam, distância percorrida e calorias que eram gastas. A maioria dos voluntários era formada por mulheres com sobrepeso.

O aparelho foi oferecido por 20 dias de trabalho consecutivos e a média de uso foi de 12 dias e por 23 minutos diários.  O maior uso em um único dia foi de 73 minutos e o máximo de gasto calórico foi de 500 calorias.  Ao final do estudo, um questionário foi aplicado para avaliar a aceitação do aparelho e a maioria respondeu que usaria o aparelho caso fosse oferecido pelo empregador e que ele não atrapalhou o desempenho do trabalho. O aparelho também não devia atrapalhar o desempenho dos colegas, já que o ruído do aparelho é muito discreto.

Você usaria uma bicicleta dessas debaixo da sua mesa de trabalho?

 

 

Anúncios