cigar 

 

 

O cigarro é uma das principais causas de morte prematura no mundo e o fato é que grande parte dos tabagistas gostaria de parar de fumar, tenta parar de fumar, mas a cada ano apenas 2-3% dos fumantes tem êxito em se livrar do tabagismo. Uma das razões para esse baixo sucesso na interrupção do tabagismo é que boa parte dos fumantes ainda não se sente preparada para largar o cigarro de um dia para o outro. Alguns estudos têm revelado que o tratamento com reposição de nicotina pode aumentar a chance de sucesso em parar de fumar ao facilitar a redução do consumo para só depois o indivíduo parar de uma vez.

 

Uma pesquisa recém-publicada pelo British Medical Journal confirma que a terapia de reposição de nicotina é realmente eficaz nessa estratégia de reduzir o consumo para depois parar. A análise das principais pesquisas realizadas sobre o tema, envolvendo quase 3 mil indivíduos, evidenciou que, após 6-18 meses de terapia, o sucesso em parar de fumar é duas vezes maior quando comparado ao placebo. Além disso, a terapia não desencadeou efeitos adversos sérios. Só foram incluídos nessa análise os estudos em que os voluntários declaravam não ter intenção de parar de fumar a curto prazo.

 

É fortemente recomendado que, ao decidir parar de fumar, o fumante escolha uma data para largar o vício e que também se beneficie de apoio psicoterápico e das terapias medicamentosas atualmente disponíveis, incluindo a terapia de reposição de nicotina. Entretanto, mesmo os fumantes que não têm a intenção de marcar essa data, mas que gostariam de parar com o cigarro, estes também podem se beneficiar do uso da terapia de reposição de nicotina. 

 

 

 

smallicone1

Anúncios