watchdog

 

A mídia é vista como cão de guarda das relações entre médicos, pesquisadores e a indústria farmacêutica. Uma discussão recente do British Medical Journal levanta a poeira de uma discussão que tem recebido pouca atenção da mídia: E quem é que vigia os cães de guarda, suas relações com a indústria farmacêutica e de materiais e equipamentos médicos? A responsabilidade do jornalismo em saúde vai desde a alfabetização em saúde da sociedade até a influência que exerce sobre a prática dos médicos, já que ciência médica divulgada pela mídia é mais conhecida também pelos próprios médicos e recebe mais citações em artigos científicos, independente da sua qualidade.

 

A relação entre a indústria farmacêutica e o jornalismo em saúde não é nada desprezível. Nos Estados Unidos ela já começa com relações comerciais com programas universitários de jornalismo em saúde. Indústrias farmacêuticas financiam bolsas de estudo, programas de TV, e também oferecem prêmios em jornalismo em saúde. A Academia Americana de Escritores em Medicina, que tem em seu quadro jornalistas e especialistas em relações públicas, também tem relação com a indústria farmacêutica incluindo o financiamento da conferência anual da academia e bolsas de estudo.

 

As boas revistas científicas solicitam aos pesquisadores que declarem se há conflitos de interesse na publicação, e isso aparece na publicação de forma transparente, ex: Dr. tal declara ser consultor científico da indústria farmacêutica tal que financiou a pesquisa. O mesmo não acontece na mídia em geral. As indústrias patrocinam programas de TV, patrocinam associações de pacientes que por sua vez dão entrevistas aos jornais e à TV para “humanizar” a reportagem. Em nenhuma dessas situações podemos ver qualquer referência a esses conflitos de interesse.

 

Como cães de guarda, os jornalistas fazem bem o trabalho de vigiar as possíveis relações entre médicos e a indústria. Podem fazer ainda melhor: dar o exemplo. O hábito de declarar possíveis conflitos de interesse pode aumentar a credibilidade do jornalismo em saúde.

 

 

 

smallicone12

Anúncios