Coffee & magazine

.

Recentemente discutimos o quanto o contato com a natureza tem efeitos positivos sobre algumas funções cognitivas como, por exemplo, atenção, memória, linguagem e até na capacidade criativa.

Há muito pouco tempo tivemos mais uma evidência de que a natureza joga no nosso time. Pesquisadores canadenses da Universidade de British Columbia mostraram que as pessoas que vivem em grandes cidades têm maior bem-estar e sentem-se mais felizes quando prestam atenção em detalhes da natureza no dia a dia.

Eles estudaram três grupos de voluntários que eram orientados a prestar atenção e fotografar coisas da natureza e escrever um breve comentário ou fazer o mesmo com coisas feitas pelo homem ou nenhuma das duas opções. Após duas semanas, o grupo que se voltou aos detalhes da natureza realmente relatava sentir-se melhor que os outros, com maior percepção de felicidade e também maior interação com as outras pessoas. E esses detalhes estão longe de ser uma experiência na natureza selvagem. Estamos falando de uma planta no vaso da sala de estar, uma árvore próxima ao ponto de ônibus, o sol entrando pela janela do quarto, etc.

Os resultados vão de encontro a estudos anteriores que ligam o contato com a natureza com maior saúde mental e longevidade. Há um mês um  estudo conduzido pelo Instituto Max Planck na Alemanha apoiou esses achados ao demonstrar que as pessoas que moram ao redor de muitas árvores têm maior integridade de regiões do cérebro associadas ao processamento do estresse e reações frente ao perigo.

É uma boa dica. Não encare a natureza ao seu redor como um inocente cenário.

Anúncios