Trees in Park

 

Já havíamos discutido o quanto a natureza pode trazer benefícios ao nosso estado mental, com incrementos no nosso equilíbrio psíquico, melhora da atenção, memória, linguagem e até na capacidade criativa.

 

Um novo estudo publicado pelo periódico Environmental Research e conduzido por pesquisadores ingleses aponta que o contato com a natureza pode ainda reduzir o risco diabetes, hipertensão arterial, doença cardiovascular e morte prematura.

 

A pesquisa avaliou os resultados de cerca de 140 estudos envolvendo mais de 290 milhões de pessoas em diferentes continentes e concluiu que as pessoas que têm mais acesso ao espaço verde, além desses benefícios à saúde do corpo, apresentam também menos estresse e uma melhor qualidade do sono. Alguns países como a Finlândia, Japão e Coréia do Sul já entenderam bem o recado e tem programas de “banhos de floresta” como forma de promoção da saúde.

 

Vários fatores podem fazer a ligação entre o verde e nossa saúde. Cidades mais verdes são mais convidativas à atividade física e socialização, mas discute-se até mesmo a exposição a microrganismos “do bem” que podem reduzir o estado inflamatório do corpo e melhorar o equilíbrio imunológico.

 

Natureza selvagem é tudo de bom, mas esses benefícios já são reais em cidades com urbanismo bem pensado.

Anúncios