Resultado de imagem para klimt beijo
 .
A resposta é sim, só que mais nem sempre é melhor. Uma pesquisa publicada em 2015 pelo jornal Social Psychological and Personality Science apontou que a frequência de relações sexuais aumenta o quanto o indivíduo se sente feliz. Mas acima de uma vez por semana, mais sexo não traz mais felicidade. O estudo avaliou por três décadas cerca de 30 mil americanos heterossexuais com relações estáveis.
 
Este mês, tivemos os resultados de outra pesquisa liderada por pesquisadores da Universidade da Flórida nos EUA demonstrando que americanos recém-casados tinham relações sexuais a cada 3 dias, mas cada relação provocava um efeito de satisfação que durava até dois dias em média. Os voluntários que apresentavam mais esse efeito pós-relação eram os que mais se sentiam satisfeitos com o casamento após 4-6 meses do inicio do estudo. A pesquisa enfatiza que o sexo, além do prazer e da função reprodutiva, também é uma ferramenta valiosíssima para manter uma relação no longo prazo.  
 
 
Sexo faz bem à saúde
 
Nas últimas décadas, pesquisas científicas rigorosas têm revelado que o sexo traz inúmeros benefícios à saúde.  Alguns desses estudos acompanharam indivíduos de meia idade e idosos por até 20 anos e têm sido quase unânimes em mostrar que a atividade sexual está associada a uma menor mortalidade, inclusive por doença isquêmica do coração. E sexo também promove nossa saúde mental.  Uma vida sexual ativa está associada a menos ansiedade, menos agressividade e menos depressão.
Anúncios