The Magnificent Ocean (Japan) Editorial Stock Image

 

Uma pesquisa recém-publicada pelo periódico da Associação Americana de Psicologia apontou que tirar fotos pode fazer com que as pessoas curtam mais suas experiências.

É muito comum a opinião de que quem tira muita foto curte com menos intensidade a experiência, mas essa pesquisa de certa forma nos mostra que essa ideia é um mito. Pesquisadores americanos conduziram nove diferentes estudos com mais de dois mil voluntários que participaram de atividades como um city tour de ônibus, visita a um museu ou um jantar em um restaurante. Metade dos participantes foi instruída a fotografar a atividade e ao final se mostraram quase sempre mais satisfeitos do que aqueles que não fotografaram. Sentiram-se mais engajados na experiência. Por outro lado, as experiências pouco prazerosas ficavam ainda pior com o ato de tirar fotografias.

E os efeitos de potencialização da experiência com a fotografia aconteciam até sem uma máquina na mão. Em um dos experimentos, os voluntários eram orientados a tirar fotos mentalmente daquilo que tirariam com a máquina e, mais uma vez, o prazer foi maior do que entre aqueles que não fizeram as fotos mentais.

Anúncios