Mensagens de texto pelo celular podem ajudar aqueles que sofrem de doenças crônicas a seguirem melhor as recomendações médicas. Essa é a conclusão de uma revisão sobre o tema publicada recentemente pelo periódico da Associação Americana de Informática Médica.

No tratamento de doenças crônicas, um dos maiores desafios do médico é fazer com que o paciente use de forma correta o esquema medicamentoso proposto. Uma das principais causas de um baixo grau de aderência ao tratamento é o fato de que os pacientes simplesmente esquecem-se de tomar a medicação.

 

Alguns estudos têm procurado avaliar a eficácia de lembretes através de dispositivos eletrônicos para contornar falhas no uso de medicações, como é o caso de mensagens pelo celular. No presente estudo, pesquisadores holandeses avaliaram os resultados de 13 diferentes pesquisas que investigaram essa questão entre pacientes em tratamento para diferentes condições clínicas como AIDS, hipertensão arterial, asma, glaucoma e uso de anticoncepcional oral.

 

A maioria das pesquisas demonstrou o benefício dos lembretes eletrônicos no curto prazo, mas esses resultados devem ser vistos com cautela, já que no longo prazo esse benefício pode se perder.  Dos três estudos que avaliaram a aderência por mais de seis meses, apenas um deles evidenciou resultados positivos.

 

O avanço da tecnologia promoverá o desenvolvimento de novas ferramentas de comunicação e os benefícios podem ser ainda maiores. Aplicativos de smartphones com essa finalidade parecem ser bem promissores.

 

Anúncios