Um estudo publicado ontem pelo British Medical Journal revela que na Inglaterra, uma em cada dez pessoas usa piercing em outros locais do corpo que não o lóbulo da orelha. O estudo também mostrou que um quarto dos usuários já apresentou complicações tais como infecção e sangramento e um em cada cem já teve que ser hospitalizado por complicações. O uso entre as mulheres é três vezes maior que entre os homens, chegando a 46% daquelas com idade entre 16 e 24 anos. Os locais mais freqüentes foram: umbigo (33%), nariz (19%), orelha (13%), língua (9%), mamilo (9%), supercílio (8%), lábio (4%) e genitália (2%).  O piercing no mamilo foi o mais popular entre os homens e o menos popular entre as mulheres. O piercing genital foi duas vezes mais comum entre os homens. O campeão de complicações foi o piercing de língua. Cerca de 10% dos piercings foram aplicados pela própria pessoa ou por amigos e parentes não especializados, e complicações foram mais freqüentes quando aplicados por não especialistas. E essa é a principal conclusão do estudo: complicações são comuns e se tiver que fazer, faça com um especialista de verdade.

 

 

´

 

 

 

Anúncios